APROVEI! – Disco de carne… Impossível comer um só!

Texto e fotos: Gilberto Evangelista

22/09/17

Olá Amados Leitores da coluna APROVEI! Aqui estou com mais uma resenha semanal, que eu espero com ela abrir o apetite de vocês, cutucar o lado glutão de cada um, atentar o juízo alheio ao ponto de fazer todo mundo cometer o pecado capital da gula mais uma vez. Isso mesmo, porque hoje vou indicar uma delícia deliciosa que é impossível comer uma só. E detalhe, não adianta procurar em nenhum outro canto em Brasília, porque disco de carne igual ao do SIA Pastel, não é fácil achar não Senhor e não Senhora. A não ser que você tenha aquela tia goiana salgadeira de mão cheia, cozinheira de forno e fogão que as pessoas se estapeiam para filar o rango na casa dela todo domingo. Caso contrário, vai lá que a felicidade é fácil, fácil de se conseguir.

Eu descobri o SIA Pastel há muito tempo, tanto que não consigo nem contar nos dedos das mãos e dos pés. Na verdade, não foi bem uma descoberta, foi escutando a conversa rápida de um amigo que cruzou com um colega que lhe disse: “Passa lá pra comer um pastel!”. Fã de pastel como sou, perguntei onde ficava a tal pastelaria pra fazer uma visitinha quando desse. E o dia não demorou chegar… O problema maior foi que, logo de cara (assim que entrei – depois de uma fileira de pasteis dentro de uma estufa) vi lá na ponta uma porção quentinha de discos de carne. Pense no nervosismo da pessoa…


Aqui é preciso fazer uma digressão para ressaltar que, desde criança, eu amo disco de carne! É daquelas coisas que ficaram na minha memória, dos passeios de carro que fiz com meu pai. Inclusive, toda vez que eu ia para Minas Gerais (e olha que eu já fui muuuitas vezes para Uberaba de carro na vida), a parada no posto de gasolina de Cristalina era obrigatória justamente por causa de um disco de carne divino que, infelizmente, eles não fazem mais há um bom tempo. Anyway…

O importante é que, o Bolinho de Carne Apimentado (como está batizado na lanchonete do SIA) me traz todo esse conjunto de lembranças e, o melhor, é gostoso pra (tuuuuuu… palavra censurada)!!! Ele é crocante por fora, macio e molhadinho por dentro. A pimenta é só pra dizer que tem e para dar aquele gostinho de festa na boca. Por isso mesmo, não deixe de pedir o molho de pimenta da casa que não queima a língua e os lábios, deixando o sabor do salgado mais intenso, ou seja, ainda mais perfeito. Ah! E por falar em perfeição e não desrespeitar o lugar e nem seu proprietário (o moço da conversa acima), sempre peço um caldo de cana, onde espremo uma banda de limão. Afinal, estou falando de uma pastelaria; mas quem quiser pedir uma Coca-Cola geladinha, não vai se arrepender. Na verdade, eu sou capaz de comer disco de carne até com café preto puro, bem adoçado e quentinho como primeira refeição do dia. Quem quiser experimentar a mistura, be my guest.

Hoje eu vou ficando por aqui, mas não sem antes dizer que os pasteis do SIA Pastel também são muito bons, sequinhos e supercrocantes. Pra não ter dúvidas, olha só as fotos da matéria, eu que fiz do meu celular no sábado passado. Eles tinham acabado de sair da fritadeira, mas depois de dois discos de carne, lembrei que estou um pouco acima do peso e saí de lá correndo e pensando: “Pôxa, podia levar ao menos um de queijo com banana canela e açúcar pra comer depois”.

Aprove o SIA Pastel você também:
Quiosque 18, Sia Trecho 2 – Sia Sul, Brasília – DF
(61) 3234-3599
De segunda à sexta-feira das 07h às 19h e aos sábado fecha às 14h.




Deixe uma resposta