Hoje é o “Fashion Revolution Day”, sabia?

Ação preza pela valorização do mercado de moda local, em qualquer parte do mundo, e incentiva o consumo de moda de maneira consciente

Foto: Divulgação

FRD_posters_2015_photography_loweres2_lackman

Em 24 de abril de 2013, mais de mil pessoas morreram e mais de duas mil e quinhentas ficaram feridas no desabamento de um prédio de oito andares no complexo Rana Plaza, em Dhaka, Bangladesh. Essas pessoas eram trabalhadores em fábricas de roupas para empresas americanas e europeias.

O terrível incidente marcou o mundo como o mais fatal quando o assunto se refere à indústria do vestuário. Hoje, dois anos depois do ocorrido, faz-se lembrar com o “Fashion Revolution Day”. A data marca a convocação de toda a população mundial para a batalha sobre o trabalho escravo com o questionamento “quem fez a minha roupa?”.

A campanha é uma oportunidade para celebrar a moda como uma influência positiva, sensibilizar para as questões mais prementes da indústria da moda, mostrar que a mudança é possível, e celebrar aqueles que estão em uma jornada para criar um futuro mais ético e sustentável.

Uma das ações mais importantes é o incentivo do consumo da moda local. Na África, os consumidores são apresentados aos designers locais e instigados a consumir peças das quais sabe-se a procedência. Isso incrementa a economia local e proporciona possibilidades de geração de novos postos de trabalho.

fashion_revolution_day_lackman2

Quer participar?

Poste uma selfie em sua rede social mostrando a etiqueta de suas roupas e use as hashtags: #whomademyclothes #FashRev e #FashRevSA

Siga o movimento

Instagram: @fash_rev
Facebook: https://www.facebook.com/pages/Fashion-Revolution-South-Africa/779471225413890?fref=ts
Twitter: @fashrev_safrica