ARTIGO: Faço books!

Book fotográfico a preço de banana

São muitas as variantes na hora de escolher com qual profissional será feito o material fotográfico de um/uma modelo. Confiram algumas dicas das melhores agências do eixo Rio-São Paulo

Por Vanilson Coimbra (*)

No sentido horário: Airton Galasso por Eber Figueira, Debora por Thiago Martini, Erick por David Huang e Amanda-Pasqualli por Ronald Luv

No sentido horário: Airton Galasso por Eber Figueira, Debora por Thiago Martini, Erick por David Huang e Amanda-Pasqualli por Ronald Luv

Entre anúncios de descontos em restaurantes, clínicas estéticas, clareamento dentário, pacotes de viagens, um me chama atenção: o anúncio de fotografia no site de compras coletivas, em letras garrafais: 80% off, oportunidade única para realizar o seu sonho de ser uma modelo de sucesso, faço o seu book fotográfico com maquiagem 7 fotos impressas + CD personalizado, de R$ 250,00 por R$ 49,00, anúncio devidamente acompanhado de uma foto de banco de imagem. Eu nunca me cadastrei nesses sites, sei que as ofertas podem ser ótimas, mas desconfio de alguns serviços, até mesmo quando envolvem viagens, que dirá serviços personalizados como deveriam ser na fotografia.

Book fotográfico deveria ser, por definição, uma coleção de fotos e trabalhos exclusivamente dos modelos, um curriculum vitae desse profissional. Mas o termo caiu no genérico e acabou virando atrativo para muitos serviços fotográficos. A mulher fruta também já fez o seu, o recém nascido daquele amigo do trabalho, a debutante, os noivos e até a filha da prima da minha sobrinha está interessada em fazer um book. Seja para guardar como recordação, mostrar para os amigos ou para bombar nas redes sociais, muita gente já fez ou sonha em fazer um book profissional.

E é ai que entram os fotógrafos profissionais, aqueles que ajudam a realizar tal objetivo, ou ainda, aqueles que, muitas vezes, só exploram o cliente alimentando o sonho e entregando um pesadelo.

A primeira coisa que um fotógrafo honesto deveria fazer quando recebe uma encomenda de book fotográfico é entender qual o objetivo real do book e tentar oferecer um serviço condizente e até orientar, se perceber que o cliente tem ideias confusas sobre o material e o objetivo.

Se o objetivo do cliente é ter fotos incríveis – o que eu chamo de book pessoal – fazer as fotos em um parque ou na rua é uma opção barata. O ideal é sempre oferecer uma equipe de produção de moda e maquiagem incluída no orçamento, pois muitas vezes o fracasso fotográfico começa com a frase “traga umas roupas suas e você mesmo faça a sua maquiagem”.

Se o book for para uma agência de modelos ou, se o objetivo for o real interesse de entrar em uma agência, a conversa fica mais séria, procure entender se o aspirante a modelo já tem um contato ou o interesse de uma agência. Se este for o caso, procure estudar o estilo das fotos da empresa. Muitas vezes é válido procurar a agência e pedir referências, certamente você irá diminuir as chances de erro.

Caso a pessoa queira fazer um book para apresentar a uma agência, saiba que geralmente isso não funciona, pois a chance dela não ser aceita ou da agência pedir para refazer as tais fotos é grande e como é inerente do ser humano culpar alguém, é grande a chance da culpa cair no seu trabalho, no seu nome. Se a pessoa atende o perfil para uma agência, vale a pena até agendar primeiro uma visita e tentar canalizar o trabalho.

Pensando nisso, resolvi perguntar para 4 renomadas agências de modelos, o que eles buscam em um book fotográfico de uma aspirante a modelo, quais os maiores erros na hora de produzir um book fotográfico e ainda as preferências de cada agência por fotos em estúdio ou em ambiente externo.

Vamos à entrevista:

Larissa Oliveira por Marcos Camara

Larissa Oliveira por Marcos Camara

O que uma grande agência busca ver no primeiro book de uma modelo?

WAY MODELS: No primeiro teste fotográfico de uma modelo buscamos ver a sua fotogenia limpa e sem muitas intervenções, aquela velha expressão “menos é mais” se encaixa perfeitamente nesse contexto. É claro que o material fotográfico tem a finalidade de registrar e realçar a beleza e a particularidade de cada modelo, sendo assim, é necessário fazer um briefing sobre qual linha adotar, qual gênero seguir e o mais importante, registar a modelo de maneira limpa e primorosa, evidenciando suas qualidades.

CASA AGÊNCIA: Esperamos que o fotógrafo ajude a new face aprender a fotografar, esperamos ainda que ele tenha um cuidado enorme com a produção, com a luz, com a maquiagem e com o cabelo. Outra coisa muito importante é respeitar o perfil do modelo, não usar uma moda fashion, cheio de conceitos em uma modelo de perfil mais comercial ou vice-versa.

40 GRAUS MODELS: O primeiro book deve ser bem básico, sem muita maquiagem e produção de roupas. Eu preciso de um bom close que vai ser usado para a capa do composite (cartão de visitas com uma foto da modelo e as suas medidas). É bom ter uma foto de sorriso, corpo inteiro para mostrar a proporção e por último uma produção de moda mais elaborada para mostrar a personalidade da modelo.

OXX MODELS: Buscamos a sua versatilidade e atitude. O primeiro book e de extrema importância, através dele inserimos os modelos no mercado e por este motivo temos o cuidado de escolher bem o fotógrafo.

 

 

Qual é o ponto que os novos fotógrafos mais erram?

WAY MODELS: Acredito ser a falta de direção e o exagero nos elementos de moda e beleza. Cuidados com uma linguagem fotográfica (limpa e sem ruídos) garantem o resultado final, realçando a beleza natural de cada modelo.

CASA AGÊNCIA: É no desleixo com a produção e com o tratamento final de photoshop.

40 GRAUS MODELS: Na maioria das vezes na produção, na maquiagem e no photoshop exagerado.

OXX MODELS: Muitas vezes é no prazo de entrega.

 

O que faz você confiar em um fotógrafo a ponto de indicá-lo outras vezes para fotografar seus modelos? Preço? Olhar? Produção?

WAY MODELS: Além do olhar e estilo (que conta muito!)a qualidade de todos os elementos envolvidos , tudo precisa estar alinhado e sincronizado no contexto da fotografia.

CASA AGÊNCIA: Um olhar atento e produção.

40 GRAUS MODELS: Se o book da modelo funcionar na prática e ela começar a receber confirmações de trabalhos, é sinal de que o fotógrafo é bom para a minha agência e merece uma chance.

OXX MODELS: É uma junção de fatores: primeiro, o valor é importante devido ao fato de que muitas modelos não tem condições financeiras no começo da carreira para investirem material. Segundo, procuramos escolher um fotógrafo que tenha uma ótima direção e consiga extrair uma boa imagem mesmo se a modelo não sabe ainda fotografar. Terceiro, pedimos sempre por produções básicas, para não tirar o foco principal que é a modelo.

 

Estúdio ou externa?

WAY MODELS: Cada um tem suas características e particularidades. Estúdio possibilita um leque maior na criação e no estudo de efeitos de luz e sombra e garante uma foto mais artística e um pouco melhor elaborada. Quanto ao estudo de luz, essa modalidade é interessante para fotos de beleza, onde precisamos de um resultado primoroso e impecável na reprodução de detalhes. As fotos externas deixam o material mais irreverente e descontraído, ora com cenas urbanas ou com vegetação aparente. Ambas possibilitam um ar descontraído ou quando se faz necessário: amplitude. Dentro ou fora, o importante é tentar registrar cenas de maneira única como jamais visto, surpreender.

CASA AGÊNCIA: Eu acho que estúdio é mais tranquilo para o modelo iniciante e a qualidade da iluminação no estúdio é mais controlada.

40 GRAUS: Os dois.

OXX MODELS: Melhor é sempre um estúdio para uma modelo iniciante.

 

A conclusão é que a internet está aí para nos ajudar a pesquisar e quem compra gato por lebre, compra por que quer, nem adianta reclamar depois. A contratação de um serviço fotográfico é algo personalizado e deveria levar em conta o seu objetivo e a relação de confiança com esse ou aquele profissional. É válido pesquisar sobre o trabalho do fotógrafo, sugerir ideias e ouvir a sugestão dele e por último chegar a um valor.

De nada vale gastar fortunas com um serviço que não vai atender aos seus objetivos e nem economizarem um serviço que pode lhe ajudar a realizar os seus sonhos. A fórmula serve para quem vai contratar um book fotográfico, para quem vai contratar uma viagem, para quem vai clarear os dentes e até para quem vai levar a família para um rodízio de churrasco. Alguns desses serviços podem figurar no site de compras coletivas, outros não.

(*) Vanilson Coimbra é fotógrafo e administra a carreira internacional de modelos. Atualmente lidera encontros fotográficos com profissionais por todo Brasil e adora descobrir novos talentos para o mundo da moda.




Deixe uma resposta